sexta-feira, junho 17, 2011

Mentiras que me fazem feliz


 "Há vários motivos para odiar uma pessoa, e um só para amá-la; este prevalece."
Carlos Drummond de Andrade

8 comentários:

CA disse...

Isto é um blog de "GENTE GRANDE"

Batem leve, levemente,
Como quem chama por mim.
Será chuva?
Será gente?
Fui ver: era o ovário.
Excelente rábula do grande Herman José, antes de ter sido conspurcado pela SIC. ah ah ah

O grande Rui Veloso... se ele morrer primeiro do que eu, sou capaz de chorar mais do que por alguns "familiares".

O que seria do amor, se não existisse o ódio?
Nem daríamos por ele... era tudo uma "lamechice", uma gosma que até escorregava. Lolol

Sofia disse...

Pronto, esta arrasou-me!
Beijinhos,
Sofia

LM disse...

Aiiiiii!!! ;)
Beijoca Sofia, boa semana.

Catarina Reis disse...

Prefiro o amor ao ódio sem dúvida. beijos

CA disse...

Sem dúvida, mulher polícia do Norte tem outra charme (vai lá ver ahahah)

SOL* disse...

Olá!!
Infelizmente é bem verdade!
Bjinhos

Pulha Garcia disse...

Essa frase é um bocado tanga. Há vários motivos para amar uma pessoa. Por exemplo, uma mulher pode ser linda, inteligente, serena, etc. E um dia por exemplo é mãe, e esse motivo para o homem que a acompanha acresce à lista. (e isto só para dar um exemplo)

LM disse...

Pulhinha do coração: estava atentar chegar ao pensamento de que ,quando se ama, vá, isso prevalece aos mil e um defeitos que o outro tem. Estupidamente, é certo. E agora que o escrevo e penso ainda mais estupido acho.;)